Ativação dos músculos intrínsecos do pé durante exercícios funcionais em comparação com exercícios isolados do pé em adultos jovens

Revisão realizada por Dr Melinda Smith info

PONTOS CHAVE

  1. Este estudo utilizou eletromiografia de superfície (EMG) para comparar a ativação muscular de três músculos intrínsecos plantar durante exercícios isolados para o pé e exercícios funcionais.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Nos ambientes clínicos e de pesquisa, tem havido um rápido aumento nos treinos dos músculos intrínsecos plantares. Isso não é surpreendente, considerando a evidência biomecânica de que esses músculos desempenham um papel importante na função do pé, bem como relatos de que a alteração do tamanho e da força dos músculos intrínsecos plantares está associada ao envelhecimento, a condições musculoesqueléticas dos membros inferiores e a neuropatia periférica diabética.

Com a finalidade de facilitar o melhor protocolo de intervenções de exercícios para os músculos intrínsecos do pé, o objetivo deste estudo foi comparar a ativação dos músculos intrínsecos plantares entre exercícios funcionais e exercícios isolados do pé.

Os músculos intrínsecos plantares fazem contribuições importantes para a função do pé.
bulb
Os exercícios funcionais são percebidos como mais fáceis de executar, mais facilmente integrados às rotinas diárias, facilmente transferíveis para tarefas funcionais e ativam diversos músculos.

MÉTODOS

  • 29 adultos assintomáticos (21 mulheres; com idade entre 18 e 40 anos) participaram do estudo.
Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 260 mais