Opções de tratamento baseadas em evidências para entorse lateral aguda do tornozelo: uma revisão sistemática abrangente

Revisão realizada por Dr Chris Bleakley info

PONTOS CHAVE

  1. A maioria dos utentes que apresentam entorse aguda do tornozelo pode ser tratada de forma conservadora (embora as técnicas cirúrgicas contemporâneas ainda não tenham sido rigorosamente examinadas).
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

As entorses agudas de tornozelo ocorrem com frequência, especialmente em desportos, com uma estimativa de 0,9 por 1000 exposições atléticas (1). Atualmente, a maioria das entorses de tornozelo é tratada de forma conservadora, com base na mobilização protegida combinada com exercícios terapêuticos. O tratamento cirúrgico das entorses de tornozelo geralmente é reservado para atletas de alto nível que apresentam lesões de grau mais elevado.

O objetivo principal desta revisão sistemática foi comparar o tratamento conservador versus cirurgia após uma entorse aguda de tornozelo. Como a natureza do tratamento conservador pode variar, os objetivos secundários da revisão foram determinar se há evidências para informar a) um método ideal de imobilização externa e b) os principais componentes (dose de conteúdo) dos protocolos de reabilitação após a entorse de tornozelo.

O tratamento cirúrgico das entorses de tornozelo geralmente é reservado para atletas de alto nível que apresentam lesões de grau mais elevado.
bulb
Há muitas evidências de que exercícios terapêuticos baseados em melhorar as limitações são eficazes após a entorse de tornozelo.

MÉTODOS

Esta revisão sistemática seguiu as diretrizes do PRISMA e incluiu uma busca abrangente em 3 principais bases de dados. Os autores limitaram a inclusão a ensaios clínicos randomizados que realizaram uma ou mais das seguintes comparações: cirurgia versus tratamento conservador;

Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 284 mais