Osteocondrite Dissecante do capitellum do cotovelo: resultados melhorados em pacientes tratados cirurgicamente versus tratados não cirurgicamente em acompanhamento de longo prazo

Revisão realizada por Dr Val Jones info

PONTOS CHAVE

  1. Os defeitos osteocondrais ocorrem em atletas adolescentes e podem ter sérias implicações na participação desportiva futura.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Os defeitos osteocondrais (OCD - Osteochondral defects, sigla em inglês) no cotovelo são mais comumente observados em atletas adolescentes, como ginastas, arremessadores, levantadores de peso e nadadores. Eles geralmente são vistos no capitellum (1), e acredita-se que a causa seja carga repetitiva, resultando em fraturas por stress subcondral. Os sintomas do OCD incluem dor lateral no cotovelo, rigidez e outros sintomas mecânicos, e o diagnóstico é confirmado por exames de imagem. A detecção e o tratamento precoces desta condição podem prevenir a progressão do defeito. As lesões geralmente são classificadas com base nos critérios descritos por Takahara et al (2) variando do grau IA ao grau IIB (mais grave).

Os objetivos deste artigo foram:

  • relatar os resultados do tratamento desta condição, incluindo gestão conservadora e cirúrgica.

  • identificar fatores que contribuem para resultados desfavoráveis com tratamento conservador

  • determinar se os atrasos na cirurgia são prejudiciais ao resultado.

Defeitos osteocondrais (TOC) são geralmente vistos no capitellum, e acredita-se que a causa seja carga repetitiva, resultando em fraturas por stress subcondral.
bulb
A tomografia computorizada é a melhor modalidade para detectar corpos livres dentro da articulação, e esses corpos livres podem precisar ser removidos cirurgicamente, pois são um preditor de mau resultado conservador.

MÉTODOS

  • Esta foi uma revisão de coorte retrospectiva de todos os indivíduos com diagnóstico de TOC capitelar, num centro cirúrgico especializado, durante um período de 20 anos, com acompanhamento mínimo de 12 meses.
Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 284 mais