A evidência da reabilitação na cicatrização do LCA após rotura pode ser associada a melhores resultados relatados pelo utente: uma análise secundária do estudo KANON

Revisão realizada por Dr Linda Truong info

PONTOS CHAVE

  1. No estudo KANON, há evidências exploratórias de que pode haver sinais de cicatrização do ligamento cruzado anterior (LCA) 2 e 5 anos após a lesão naqueles que optaram apenas pela reabilitação.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

O ligamento cruzado anterior (LCA) pode cicatrizar? Essa tem sido uma questão iminente há séculos, pois vimos diferentes tratamentos e procedimentos cirúrgicos surgirem para optimizar a cura e os resultados do LCA. As ramificações significativas da cura potencial do LCA não apenas reduzirão tempo de incapacidade desportivas e recreativas, mas também diminuirão a carga substancial que essas lesões têm sobre o sistema de saúde e os utentes.

Este estudo explorou a proporção de utentes com evidência de cicatrização do LCA na ressonância magnética nos primeiros 5 anos após uma ruptura do LCA e avaliou o impacto da sua cicatrização nos resultados funcionais.

A cura potencial do LCA pode não apenas reduzir a incapacidade das atividades desportivas e recreativas, mas também diminuir a carga substancial que essas lesões têm sobre o sistema de saúde e os utentes.
bulb
Este estudo continua a apoiar a prevenção de cirurgia precoce, a menos que seja necessário no tratamento de roturas do ligamento cruzado anterior.

MÉTODOS

  • Esta foi uma análise secundária do estudo Knee Anterior Cruciate Ligament Nonsurgical vs Surgical Treatment (KANON) (1). Os utentes do estudo randomizado controlado KANON tinham entre 18 e 35 anos de idade, com rotura aguda do LCA confirmada por ressonância
Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 260 mais