Meniscectomia parcial artroscópica versus fisioterapia para lesões traumáticas do menisco em uma população de estudo jovem: um estudo randomizado controlado

Revisão realizada por Dr Travis Pollen info

PONTOS CHAVE

  1. Meniscectomia parcial artroscópica é a cirurgia ortopédica mais realizadas no mundo, apesar da pouca evidência de que a cirurgia seja superior ao tratamento não cirúrgico.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

As cirurgias de meniscectomia parcial artroscópica são as cirurgias ortopédicas mais realizadas no mundo, apesar de pouca evidência de que a cirurgia seja superior ao tratamento não cirúrgico (1). De facto, estudos prévios, mostraram que a cirurgia não é melhor do que tratamento não cirúrgico em adultos de meia-idade ou idosos com lesões meniscais degenerativas (2). No entanto, nenhum ensaio clínico randomizado foi realizado em pacientes mais jovens com lesões meniscais traumáticas.

O objetivo deste estudo randomizado foi determinar se a meniscectomia parcial artroscópica foi superior à fisioterapia em pacientes jovens (18-45 anos) com lesões meniscais traumáticas.

A cirurgia não é melhor para adultos de meia-idade e idosos com lesões meniscais degenerativas.
bulb
Na ausência de forte preferência do paciente pela cirurgia, os resultados desse estudo apoiam o protocolo conservador como primeira linha de tratamento.

MÉTODOS

100 pacientes (35 ± 8 anos, 76% masculino, 34% competidores ou atletas de elite) com lesão traumática meniscal grau 3 nos últimos seis meses foram randomizados para meniscectomia parcial artroscópica (n=49) ou fisioterapia com a opção de cirurgia tardia após

Para desbloquear o acesso total a esta Revisão e 40 mais