Avaliação das estratégias de manejo não operatório em uma população de hérnia de disco lombar: sucessos versus fracassos

Revisão realizada por Dr Sarah Haag info

PONTOS CHAVE

  1. Por norma, os utentes que realizam cirurgia de hérnia de disco lombar desembolsam aproximadamente o dobro das pessoas que não realizam a cirurgia.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

A Dor Lombar apresenta grande impacto mundial, cerca de 568 milhões de pessoas ao redor do planeta sofrem com este problema (1), o que repercurte em mais de 100 bilhões de dólares anuais investidos em despesas médicas. Apesar do grande investimento económico a ser gasto no tratamento de pessoas com dor lombar, esta ainda é a maior das causas de incapacidades em todo o mundo (1).

O objetivo deste estudo foi comparar a utilização de tratamentos conservadores para sujeitos com hérnia de disco intervertebral lombar, tratados com sucesso de forma não cirúrgica versus pacientes que falharam nas terapias conservadoras e acabaram por submeter-se à cirurgia.

A dor lombar é a principal causa de incapacidade em todo o mundo.
bulb
Talvez a fisioterapia não tenha tido tempo suficiente para fazer a diferença para o grupo de tratamento não cirúrgico que falhou e que passou por uma cirurgia.

MÉTODOS

  • Trata-se de um estudo retrospectivo, os dados de pacientes a partir dos 19 anos, com diagnóstico de hérnia de disco lombar, que estivessem activos no sistema de seguros foram coletados do banco de dados de seguros da Humana Ortho.
Para desbloquear o acesso total a esta Revisão e 40 mais