Eficácia clínica de uma intervenção fisioterapêutica e psicológica em grupo para idosos com claudicação neurogénica: estudo randomizado controlado

Revisão realizada por Dr Mariana Wingood info

PONTOS CHAVE

  1. 1 em cada 10 idosos apresenta claudicação neurogénica, o que aumenta o risco de fraqueza muscular, quedas e limitação funcional.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Aproximadamente 1 em cada 10 adultos mais velhos apresentam claudicação neurogénica (1). Os sintomas incluem dor nas costas e/ou outros sintomas como formigamento, dormência ou sensação de peso que se estende das costas para glúteo ou pernas (1). Os sintomas são exacerbados ao ficar de pé ou caminhar e aliviados ao inclinar-se para a frente (1). Esses sintomas resultam em diminuição dos níveis de atividade e aumento do risco de fraqueza muscular, quedas e limitações funcionais. Apesar da consequência da claudicação neurogénica, há orientação limitada sobre intervenções conservadoras.

O objetivo deste estudo foi estimar a eficácia clínica de um fisioterapeuta na intervenção física e psicológica para idosos com claudicação neurogénica em comparação com o aconselhamento de melhores práticas.

Aproximadamente 1 em cada 10 adultos mais velhos apresentam claudicação neurogénica.
bulb
No seguimento de 12 meses, identificou-se que a conclusão do programa BOOST levou a uma redução de 40% no risco de queda.

MÉTODOS

Desenho do Estudo: Ensaio randomizado controlado

Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 260 mais