Desenvolvimento de uma ferramenta para auxiliar à decisão do utente para o manejo de rutura do tendão de Aquiles: um estudo de métodos mistos

Revisão realizada por Dr Seth O’Neill info

PONTOS CHAVE

  1. Não existe uma ferramenta padronizada – e que esteja em conformidade com padrões internacionais - para auxiliar os utentes a tomarem decisões para ruturas do tendão de Aquiles.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Crescem o número de pesquisas relacionadas ao auxílio que pode ser fornecido pelo clínico ao utente perante uma condição de saúde. Existem diretrizes internacionais (Padrões Internacionais de Auxílio à Decisão do Paciente - IPDAS) para o desenvolvimento e teste de auxílios à decisão do utente, mas não existe uma diretriz específica para ruturas do tendão de Aquiles que esteja em conformidade com essas diretrizes.

As ruturas do tendão de Aquiles são um problema significativo, com uma incidência de 2 a 35 casos por 100.000 pessoas por ano. As principais estratégias incluem a cirurgia e/ou o tratamento conservador, e há muito debate sobre qual é o melhor, o que acarreta em muitas incertezas do utente - assumindo que eles tenham a opção de escolher o tratamento que preferem.

O objetivo deste estudo foi desenvolver e testar com os usuários uma ferramenta para auxiliar a decisão do utente, onde permita visualizar os benefícios e os riscos do tratamento não cirúrgico e da cirurgia para ruturas do tendão de Aquiles.

As ruturas do tendão de Aquiles são um problema significativo, ocorrendo entre 2-35 por 100.000 por ano.
bulb
Esta ferramenta poderia ser entregue aos utentes enquanto estão na sala de espera para o acompanhamento após a rutura e, em seguida, ser usada como base para discussão.

MÉTODOS

  • O estudo utilizou uma abordagem de métodos mistos para desenvolver e testar o auxílio à decisão do utente.
Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 260 mais