Treinamento da região pescoço-ombro para cefaléia crônica em mulheres: um estudo controlado randomizado

Revisão realizada por Dr Julia Treleaven info

PONTOS CHAVE

  1. Prescrever seis meses de exercícios específicos para o pescoço apresentou um efeito mínimo na cefaleia crônica.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

As cefaleias provocam considerável incapacidade. Cerca de 52% da população mundial sofre de diversos tipos de dores de cabeça. As dores de cabeça devido a dor no pescoço e músculos doridos na região do pescoço-ombro são frequentemente diagnosticadas como cefaleia do tipo tensional ou cervicogênica. Para tratar cefaleias crônicas cervicogênicas, cefaleias do tipo tensional e enxaquecas, uma variedade de tratamentos fisioterapêuticos e de reabilitação por exercícios têm sido recomendados.

O objetivo deste estudo foi investigar se um programa específico de exercícios terapêuticos progressivos para a região do pescoço-ombro é eficaz na redução da intensidade, da frequência e da duração da dor de cabeça em comparação com o grupo controlo que recebeu uma dose placebo de estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS).

As dores de cabeça causadas por dor no pescoço e músculos doridos na região do pescoço-ombro são comumente diagnosticadas como cefaleias do tipo tensional ou cervicogênicas.
bulb
O exercício aeróbico pode melhorar a intensidade, frequência e duração da dor de cabeça, bem como a qualidade de vida.

MÉTODOS

Para serem incluídas no estudo, as participantes do sexo feminino deveriam relatar pelo menos 8 dias por mês de dor de cabeça com intensidade de pelo menos 4/10 em uma escala visual analógica e obter uma pontuação de 56 ou

Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 284 mais