A inspeção visual para o diagnóstico de desalinhamento dos membros inferiores não é confiável

Revisão realizada por Dr Jarod Hall info

PONTOS CHAVE

  1. A inspeção visual do alinhamento dos membros inferiores é uma prática comum no cuidado musculoesquelético para várias patologias, incluindo, entre outras, dor no joelho, dor no quadril, dor no tornozelo e dor lombar.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Foi previamente estabelecido que o desalinhamento em varo do joelho está presente em 53% a 76% dos indivíduos com osteoartrite (OA) do joelho (1). Atualmente, acredita-se que esse desalinhamento aumente o risco de desenvolvimento e progressão da OA devido ao desequilíbrio de carga da articulação do joelho (2,3).

Durante o exame físico, vários métodos estão disponíveis para avaliação do alinhamento dos membros inferiores (4,5). Todas essas alternativas para radiografias de toda a perna foram testadas e comparadas com o eixo da perna para correlações com resultados variando de baixo, moderado a bom. No caso de suspeita de desalinhamento, os clínicos geralmente optam por obter radiografia adicional de toda a perna, o que expõe os utentes a radiação desnecessária e aumenta os custos de saúde.

Este estudo teve como objetivo investigar a confiabilidade das inspeções visuais em termos de detecção de desalinhamentos dos membros inferiores sem a adição de ferramentas e outros exames físicos. A hipótese dos autores era que apenas uma inspeção visual do membro inferior não é suficiente para a detecção de desalinhamento do membro inferior.

O desalinhamento em varo do joelho está presente em 53% a 76% dos indivíduos com osteoartrite do joelho.
bulb
O diagnóstico da apresentação anatômica normal como patológica ou disfuncional tem o potencial subjacente de efeitos iatrogênicos de longo alcance.

MÉTODOS

  • Para este estudo, os utentes foram recrutados no ambulatório do University Medical Center (UMC) Utrecht.
Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 260 mais