Efeito do treino intervalado de alta intensidade na fisioterapia de cuidados de saúde primários para pacientes com artrite inflamatória: o ensaio clínico randomizado ExeHeart

Revisão realizada por Todd Hargrove info

PONTOS CHAVE

  1. O exercício de alta intensidade, fornecido pela fisioterapia para pacientes com artrite inflamatória, melhorou a aptidão cardiorrespiratória, sem efeitos adversos.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Pacientes com artrite inflamatória (IA - inflammatory arthritis) têm um risco elevado de doença cardiovascular (CVD - cardiovascular disease) que é, em parte, impulsionado pelos efeitos da inflamação sistémica na vasculatura. A atividade física exerce uma grande influência na aptidão cardiorrespiratória, uma medida reconhecida e clinicamente importante de como o corpo faz chegar oxigénio aos músculos em atividade. A aptidão cardiorrespiratória é um fator de risco independente e modificável para CVD, e aumentos modestos na aptidão cardiorrespiratória estão associados a uma maior longevidade e menor risco de eventos cardiovasculares.

Este ensaio clínico randomizado procurou determinar o efeito do treino intervalado de alta intensidade na aptidão cardiorrespiratória e noutros fatores de risco para doenças cardiovasculares em pacientes com IA.

Pacientes com artrite inflamatória têm um risco elevado de doença cardiovascular.
bulb
Os clínicos podem recomendar esta abordagem para pacientes com IA que procuram melhorar sua aptidão cardiovascular.

MÉTODOS

  • 60 pacientes com IA foram aleatoriamente divididos entre um grupo de exercícios ou um grupo de controlo. O grupo de controlo recebeu os cuidados habituais, e o grupo de exercícios recebeu os cuidados habituais mais três sessões de exercícios por
Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 260 mais