Efeitos do exercício multicomponente na força muscular, resistência muscular e equilíbrio de idosos frágeis: uma meta-análise de ensaios clínicos randomizados

Revisão realizada por Dr Mariana Wingood info

PONTOS CHAVE

  1. As comparações e recomendações específicas para exercícios multicomponentes em idosos com fragilidade são limitadas.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

A fragilidade é definida como um declínio da capacidade, que resulta numa maior vulnerabilidade a fatores de stress. Devido a essa maior vulnerabilidade, os indivíduos frágeis têm um risco acrescido de sofrer quedas, fraturas, incapacidade e demência (1). A prevalência de fragilidade e pré-fragilidade aumenta com a idade, com 51% daqueles com 90 anos ou mais, que são identificados como sendo frágeis (1). Devido a evidências recentes que indicam os benefícios dos exercícios multicomponentes, houve um aumento do foco na utilização de intervenções de exercícios multicomponentes para melhorar a função física entre os idosos frágeis (1). No entanto, as comparações das diferentes intervenções de exercícios multicomponentes têm sido limitadas.

O objetivo deste artigo foi explorar os efeitos do exercício multicomponente em idosos frágeis e fornecer uma base para futuras práticas clínicas e cuidados de saúde preventivos.

Os indivíduos frágeis têm um risco acrescido de sofrer quedas, fraturas, incapacidade e demência.
bulb
Os benefícios dos programas de exercícios multicomponentes podem ser observados entre os indivíduos que realizam apenas 25 minutos por sessão de exercícios.

MÉTODOS

Design: Revisão Sistemática

Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 260 mais