O efeito do treino de equilíbrio baseado em perturbação no controlo do equilíbrio e no medo de cair em adultos mais velhos: um ensaio clínico randomizado controlado, simples-cego

Revisão realizada por Dr Mariana Wingood info

PONTOS CHAVE

  1. O Treino de Equilíbrio Baseado em Perturbação (PBT - Perturbation-based balance training) é uma intervenção inovadora que pode melhorar as respostas de recuperação do equilíbrio e a redução de quedas em idosos.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Uma em cada três pessoas idosas, que vivem na comunidade, sofre uma queda a cada ano, resultando em consequências como fraturas, traumatismo craniano, medo de cair, redução da qualidade de vida e restrição de atividades (1). O exercício físico continua a ser indicado como a principal intervenção para reduzir quedas (redução de 23% na taxa de quedas) (1).

Uma intervenção de exercício que recentemente tem recebido maior atenção é o treino baseado em perturbação (PBT). O PBT é uma estratégia específica para uma tarefa que se concentra nas ações de recuperação necessárias para prevenir quedas quando ocorrem perturbações inesperadas do equilíbrio. O objetivo do PBT é melhorar o equilíbrio reativo ao expor repetidamente os idosos a perturbações que os desestabilizam, num ambiente seguro e controlado, como por exemplo usando um colete de sustentação sobre uma passadeira elétrica.

O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos cumulativos de três sessões de PBT sobre o controlo do equilíbrio e no medo de cair em idosos, com um aumento do risco de quedas com base num incidente recente de queda.

O exercício físico continua a ser indicado como a principal intervenção para reduzir quedas (redução de 23% na taxa de quedas).
bulb
Potencialmente o uso de PBT reduz o risco de quedas, mas são necessários mais estudos para identificar a medida de avaliação ideal, assim como a frequência, dose, progressão e duração ideal.

MÉTODOS

Participantes: 82 idosos que vivem na comunidade (idade ≥ 65 anos; idade média de 73 anos) com histórico de quedas.

Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 272 mais