Respostas cardiovasculares - maternas e fetais - ao exercício de treino intervalado de alta intensidade e exercício contínuo de intensidade moderada agudo durante a gravidez: um ensaio cruzado randomizado.

Revisão realizada por Dr Stacey Hardin info

PONTOS CHAVE

  1. A participação materna numa sessão aguda de treino intervalado de alta intensidade ou treino contínuo de intensidade moderada não teve impacto negativo na frequência cardíaca fetal ou no fluxo sanguíneo umbilical.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

A atividade física é recomendada durante a gravidez como um componente crítico de saúde. Pesquisas extensas demonstraram a segurança e os benefícios do exercício de treinamento contínuo de intensidade moderada (MICT, na sigla em inglês).

Tradicionalmente, as gestantes foram aconselhadas a evitar o envolvimento em exercícios de alta intensidade devido à incerteza dos efeitos, que causavam preocupação com o bem-estar fetal. Apenas 15% das gestantes atendem atualmente às recomendações de atividade física de 150 minutos de intensidade moderada por semana (1), relatando 'restrições de tempo' como a segunda barreira mais comum (2). Uma estratégia possível para combater a percepção de falta de tempo é participar de exercícios de treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT, na sigla em inglês).

O objetivo deste estudo foi comparar as respostas cardiovasculares, maternas e fetais, a uma sessão aguda de HIIT versus MICT durante a gravidez.

Tradicionalmente, as gestantes têm sido aconselhadas a evitar o envolvimento em exercícios de alta intensidade devido à incerteza dos efeitos e a preocupações com o bem-estar do feto.
bulb
Exercitar-se por meio do treino intervalado de alta intensidade (HIIT) provoca respostas maternas e fetais semelhantes em comparação com o treinamento contínuo de intensidade moderada prescrito tradicionalmente.

MÉTODOS

  • Quinze mulheres com gravidez única (27,3 ± 3,5 semanas de gestação, 33 ± 4 anos de idade) participaram deste estudo.
Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 260 mais