Reabilitação e retorno ao jogo do atleta após uma lesão do membro superior

Revisão realizada por Dr Teddy Willsey info

PONTOS CHAVE

  1. Estima-se que quase um terço de todas as lesões no ombro estejam relacionadas ao desporto, com prevalência em atletas jovens do sexo masculino.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

Estima-se que quase um terço de todas as lesões no ombro estejam relacionadas ao desporto, com prevalência observada em atletas jovens do sexo masculino. Os desportos mais propícios as lesões no ombro incluem os atletas de arremessos acima da cabeça, nadadores e atletas que praticam desportos que envolvam colisão (1). As taxas de retorno ao jogo variam consideravelmente com base no atleta, demandas desportivas e intervenção cirúrgica, no entanto, as evidências indicam que os arremessadores de alto nível enfrentam uma reabilitação difícil para retornar aos níveis anteriores de desempenho.

O objetivo deste artigo foi resumir os cuidados pós-operatórios, os critérios e os cronogramas de retorno ao jogo para atletas após roturas da coifa dos rotadores, lesões do labrum superior anterior e posterior da glenóide (SLAP), instabilidade do ombro e lesões do ligamento colateral ulnar do cotovelo.

Lesões no ombro são comuns em nadadores e atletas que praticam esportes envolvendo contato e colisão.
bulb
Os resultados cirúrgicos são promissores para todos os atletas não arremessadores, no entanto, os arremessadores de nível profissional tende a ser uma batalha atingir os níveis de desempenho pré-cirúrgicos.

MÉTODOS

Os autores realizaram uma ampla revisão da literatura sobre intervenções cirúrgicas comuns em membros superiores para atletas. O estudo delineou um plano de reabilitação de quatro fases e uma estrutura geral para cuidados pós-operatórios, incluindo cronogramas, expectativas, recomendações de exercícios

Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 248 mais