Carga suportada pelo tendão de Aquiles durante o exercício: uma revisão sistemática

Revisão realizada por Dr Teddy Willsey info

PONTOS CHAVE

  1. O tendão de Aquiles é o maior e mais forte tendão do corpo.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

O tendão de Aquiles é tratado com o nível mais restritivo de proteção pós-lesão e pós-cirurgia. É o maior e mais forte tendão do corpo (1). Os períodos pós-operatórios são caracterizados pela restrição da carga mecânica por meio de órteses (ou bota) limitadoras de dorsiflexão por até 8 semanas e restrição de saltos e saltos unipodais até 4 meses.

O exercício é o tratamento conservador mais eficaz para a tendinopatia de Aquiles. Foi demonstrado que o treinamento de resistência reduz a dor e melhora a rigidez mecânica do tendão de Aquiles (2). A força também é uma prioridade na reabilitação pós-operatória. Os clínicos devem estar familiarizados com a forma como a seleção de exercícios afeta a carga mecânica no tendão para prescrever e progredir o exercício de maneira ideal.

Os autores deste artigo procuraram comparar os valores normativos da carga imposta ao tendão de Aquiles durante vários exercícios comumente utilizados nas abordagens de prevenção e de reabilitação.

O tendão de Aquiles é tratado com o nível mais restritivo de proteção pós-lesão e pós-cirurgia.
bulb
Os saltos verticais demonstraram utilizar mais o quadríceps e menos os gêmeos do que os saltos horizontais, no entanto, as aterragens verticais requerem significativamente mais carga do tendão de Aquiles do que as horizontais.

MÉTODOS

Os autores realizaram uma revisão sistemática a partir das diretrizes PRISMA. 11 artigos foram incluídos. Os critérios de elegibilidade incluíram a avaliação da carga interna e da carga relativa no tendão de Aquiles em participantes saudáveis ou lesionados.

Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 248 mais