Efeitos imediatos e a curto prazo das palmilhas de elevação do calcanhar usadas dentro do calçado sobre os resultados clínicos e biomecânicos em doentes com tendinopatia do tendão de Aquiles

Revisão realizada por Dr Melinda Smith info

PONTOS CHAVE

  1. Este estudo de caso analisou os efeitos imediatos (logo após a colocação) e a curto prazo (utilização por 2 semanas) das elevações de calcanhar em pessoas com tendinopatia insercional do tendão de Aquiles.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

As elevações de calcanhar são frequentemente prescritas no tratamento de indivíduos com tendinopatia de Aquiles, com o objetivo de melhorar os sintomas ao reduzir a tensão e a compressão no tendão, diminuindo a dorsiflexão do tornozelo (1-3). Embora tenha sido relatado que as elevações de calcanhar reduziram os sintomas e a qualidade de vida após 2 semanas de uso, em indivíduos com tendinopatia de Aquiles na porção média (4), o seu efeito em pessoas com tendinopatia insercional do tendão de Aquiles não é ainda totalmente compreendido.

O objetivo deste estudo foi determinar os efeitos imediatos e a curto prazo das elevações do calcanhar sobre os resultados clínicos e na marcha, em pessoas com tendinopatia insercional do tendão de Aquiles.

As elevações de calcanhar são frequentemente prescritas no tratamento de indivíduos com tendinopatia de Aquiles, com o objetivo de melhorar os sintomas ao reduzir a tensão e a compressão no tendão.
bulb
Os efeitos imediatos e a curto prazo positivos observados neste estudo, associados a um baixo risco de situações adversas, fornecem o suporte preliminar para o uso de elevações do calcanhar como parte do tratamento conservador de pacientes com tendinopatia insercional do tendão de Aquiles.

MÉTODOS

Esta série de casos prospetiva recrutou participantes que apresentassem um diagnóstico clínico de tendinopatia de Aquiles insercional com comprometimento na marcha (ver Tabela 1). Quando os sintomas eram bilaterais, foi incluído o lado mais sintomático.

Para desbloqueares o acesso total a esta Revisão e 272 mais