Análise do fortalecimento da preensão para o tratamento inicial de dor crônica inespecífica no punho em adolescentes

Revisão realizada por Ian Gatt info

PONTOS CHAVE

  1. A dor inespecífica no punho em adolescentes pode ser um problema comum, porém difícil de avaliar e tratar, especialmente na ausência de um diagnóstico confirmado.
Todos os pontos-chave disponíveis apenas para membros

INTRODUÇÃO E OBJETIVOS

A dor no punho pode ser uma doença comum entre os adolescentes. Em muitos casos, a história, o exame físico e os exames complementares fornecem uma etiologia específica da dor, como uma fratura, lesão ligamentar ou do complexo fibrocartilagem triangular, tenossinovite ou artrite. Para tais diagnósticos são estabelecidos métodos específicos de avaliação e de tratamento.

No entanto, uma apresentação comum aparece como dor global inespecífica no punho, sem etiologia identificada pelo exame físico e/ou achados radiográficos. Essa apresentação clínica pode ser um desafio para o tratamento adequado (1).

O objetivo deste estudo retrospectivo foi revisar os resultados relatados pelos utentes de um algoritmo de tratamento, para avaliar se sua utilização pode ser eficaz para melhorar a dor e a função, enquanto identifica aqueles que requerem intervenção adicional.

Dor no punho pode ser uma doença comum entre adolescentes.
bulb
Ao considerar a função em pacientes com dor no punho, o uso de medições objetivas simples pode definitivamente ser útil no acompanhamento da progressão de casos difíceis.

MÉTODOS

  • Foram analiados retrospectivamete todos os dados dos utentes, entre 10 e 18 anos de idade, que se apresentaram à terapia ocupacional em busca de tratamento para dor inespecífica aguda ou crônica no punho (entre 2011 e 2016).
Para desbloquear o acesso total a esta Revisão e 80 mais